Quando você embarca no sonho de uma criança

“Sonho que se sonha só
É só um sonho que se sonha só
Mas sonho que se sonha junto é realidade”

(Raul Seixas)

É exatamente o clima deste prelúdio de Raul que está pairando entre nós.

Um sonho que surgiu dos devaneios da Isa e que tomou conta de nossos dias, tamanha é a energia que ela desprende em tudo aquilo que faz ou sente vontade de fazer.

Em um diálogo simples do dia a dia, talvez influenciada pela visita dos primos americanos e pelos canais que assiste no Youtube, ela soltou: “Mamãe, a gente pode ir para a Disney?”

Opa! Como assim? Lá fui eu explicar aqueles detalhes básicos começando pela distância, passando pelo fato de que precisa de muito dinheiro e concluindo dizendo que é necessário esperar muito, pois precisa de tempo para organizar tudo o que é necessário.

Depois de toda a explicação eu disse a ela que sim, que nós podemos ir à Disney, mas que isto vai exigir uma grande dedicação de todos nós. Ela aceitou e agora nesta casa tudo gira em torno de economizar para ir à Disney.

O projeto é todo muito recente, mas já tem virado quase um mantra para nós. Estamos acreditando que somos capazes de nos planejarmos para em 2018 levar a Isa para embarcar nesta aventura.

Ver o entusiasmo dela confeccionando um cofre de garrafa pet para guardar seu dinheirinho e sua disposição para fazer trocas simplesmente porque uma escolha diferente vai nos ajudar a economizar, nos motiva a querer trabalhar em torno deste sonho.

Por isso, este não é um post que conta sobre algo que já aconteceu, mas sim é o ponta pé inicial de um projeto que quero compartilhar para tornar mais paupável algo que está existindo apenas no campo das ideias.

Estamos aceitando dicas, sugestões e vibrações positivas para que este projeto se concretize, pois tem uma garotinha por aqui demonstrando muito empenho.

Nos vemos em breve.

Deixe uma resposta