Dez coisinhas simples pelas quais sou grata em 2016

E durante esta última semana do ano, reservei algum tempo para criar uma pequena lista de gratidão pelas coisas que me fizeram tão bem durante 2016.

Que este ano não foi mole para ninguém, todo mundo já sabe e comenta por aí, mas visitando minha galeria de fotos, encontrei momentos e situações simples, porém cheias de significados para mim e que fizeram meu ano pessoal ser mais interessante e fácil de levar.

Por isso, decidi compartilhar as 10 lembranças de 2016 que me fizeram ser grata pelo ano que passou e desejar que o próximo venha carregado de outras tantas situações que nos façam bem.

  1. Manter as unhas coloridas a maior parte dos dias. A Isa cresceu e agora, ao invés de alguém que não me dá tempo de nem de fazer as unhas, tenho ma companheira que curte colorir as suas também e faz deste momento uma nova diversão. Houve um tempo em minha vida em que a rotina com manicure era um verdadeiro vício em minha vida, mas que depois da maternidade foi deixado de lado. O que faço agora nem se compara com o que fazia entes, mas digo com convicção que me causa um efeito delicioso ver minhas unhas coloridas.

 

 

2.Fomos ao show do Iron Maiden. Caramba, como foi bom! Depois de muito tempo estar dentro de um estádio, com pessoas que amo, ao som de uma banda que curtimos muito é algo para se agradecer com certeza. Em tempos anteriores à maternidade esta também era uma realidade que me pertencia e que fiquei imensamente feliz em reviver. Sou grata também aos padrinhos da Isa que ficaram com ela para que pudéssemos ter este momento diferente de diversão. Amei demais e espero poder ir em mais shows em 2017.

 

3. Passeamos de bicicleta por aí. Também de leve e poucas vezes, mas com muita alegria. Gostamos muito de pedalar e já pedalamos muito. Agora, de um jeito diferente e com percursos menores, retomamos esta atividade junto com a nossa nova companheira de pedal.

 

 

 

4.Viver a experiência da primeira festa do dia das mães na escola da Isa. De verdade, esta não foi a primeira, mas foi a mais significativa. A Isa estava lá como protagonista daquele momento para mim e a emoção que senti foi indescritível. As lágrimas brotaram dos meus olhos de uma maneira incontrolável e mesmo que eu passe horas escrevendo, não encontrarei palavras para descrever tamanha felicidade.

 

 

 

5.Ter o privilégio da presença da vovó Antonia em nossas vidas. Guerreira de nascimento, esta vovó vive pregando peças na gente de arrebentar o coração. Para 2016 ela nos reservou um AVC que a deixou muito diferente do que conhecíamos e com o medo de não tê-la mais por perto. Mas o universo é bom e conspira a favor desta pessoa que é amada por 100% daqueles que a conhecem e tem o privilégio de sua companhia. Terminar o ano tendo-a com a gente e num processo tão bom de recuperação, é de fato um dos principais motivos para agradecer à vida. Obrigada Deus.

 

 

 

 

 

6. Tenho um trabalho com propósito. Não é fácil, mas ser professora é uma parte de mim que gosto muito e que sou grata por ainda ter disposição para me preparar para boas aulas e ficar com a sensação que de alguma maneira estou contribuindo para a formação pessoal de muitas crianças. Como todos os trabalhos que existem, acredito que tenha seus altos e baixos e que tem dias de muita indisposição, mas sou grata pela escolha que fiz e por ter um trabalho que dá significado a tudo que acredito.

 

7. Minhas leituras matinais. Sim, elas voltaram a fazer parte da minha vida e sou muito grata por isto. Gosto muito de ler. Me inspira, me distrai, me leva a ter novos devaneios, me tranquiliza. Muitas vezes, em meio a tamanha correria do dia a dia, fica difícil encontrar um tempinho para fazer algo simplesmente por satisfação, mas acredito que este é o combustível para dias melhores: termos tempo para aquilo que nos faz bem. Ler me faz bem, por isso sou grata por organizar meu tempo para minhas leituras. Para 2017, não poderei ter leituras matinais, pois acordaremos já muito cedo para nossos compromissos, mas elas poderão ser vespertinas ou noturnas.

 

 

8.Escrever, escrever, escrever. Como é bom colocar as ideias no papel. Sejam ideias incríveis ou totalmente sem sentido, o que me importa é escrever. Gosto de dizer que ler me amplia e escrever me alivia. Quando tenho pensamentos soltos ou completamente estruturados coloco no papel e acredito que eles ganham uma força inacreditável. Vira e mexe me deparo com registros que me levam a novos encantos com vivências antigas. Quando escrevo, meus sonhos ganham forma e acho magnífico. Sou grata por ter reencontrado tempo e espaço em meus dias para escrever com ou sem propósito.

 

 

9. GEG. Ter participado durante todo o ano de todos os encontros do GEG. Sou grata por todo conhecimento adquirido e pelo bem que me faz em todos os sentidos. As relações estabelecidas, as novas aprendizagens, a inspiração e a motivação. Com doses mensais, me senti muito bem por ter sido assídua e ampliado meu repertório de maneira que não faria em outro lugar. Sou imensamente grata pelas oportunidades que tive de ver e conhecer o trabalho de pessoas que, como dizem por aí, vivem fora da caixa e experimentam muitas novas possibilidades na arte de educar.

 

 

1o. Ter uma companheira de aventuras. Ela está crescendo e se tornando uma companheirinha que dá sentido a tudo que acontece em meus dias. Foi com ela que aprendi a dar valor às pequenas satisfações da vida e ampliar meu conhecimento sobre a gratidão. Estar com ela torna um momento singelo em algo grandioso e talvez seja justamente por isto que hoje consigo refletir muito mais sobre as pequenas felicidades que me cercam. Sem dúvida, é ela quem me motiva a ser o que sou e fazer tudo o que faço dos meus dias, pois mesmo quando não estou pensando em nossa relação, sei que estou sendo uma fonte de aprendizagem para ela. Gratidão, auto-estima, empoderamento, amor próprio, generosidade, gentileza. Virtudes que cultivo e que, mesmo sem cobrar, vejo brotar em suas atitudes. Muitas são as vezes que olho para ela e vejo uma miniatura de mim nas atitudes e palavras e me sinto privilegiada por isto. Obrigada universo por ter me escolhido para ser mãe desta criaturinha.

 

Então é isto! Gratidão 2016, vem com a gente 2017!

Até o ano que vem!

 

 

Deixe uma resposta